Publicado em

Compras por e-commerces e aumento das mulheres consumindo em lojas virtuais.

O Ebit gera informações sobre o mercado de e-commerces desde 2011, a plataforma avalia as lojas virtuais por meio de uma certificação classificando-as. Segundo suas pesquisas, no primeiro semestre de 2017 os e-commerces geraram R$ 21 bilhões um crescimento 7,5% em relação ao ano de 2016.

O mercado digital e-commerces vem crescendo, de 2012 a 2016 apresentou um crescimento de 88%, isso ocorre por conta da facilidade das compras on-line e muitas vezes preços mais acessíveis ao consumidor considerando compras B2C (empresas para consumidores) e C2C (consumidores para consumidores).

As categorias de compras são variadas, com 14,8 % moda e acessórios são os mais procurados e consumidos seguido dos produtos de saúde, perfumaria e cosméticos, o que provou uma mudança significativa no perfil de consumidores no e-commerce brasileiro, hoje dominado pelas mulheres.

A falta de tempo para compras em lojas físicas abre grandes oportunidades aos e-commerces, mulheres empenhadas em jornadas duplas de trabalho, tem optado em fazer compras on-line, o uso de smartphone e tablets também gerou um cenário favorável para esta prática.

Tal conhecimento dos números e do mercado de lojas virtuais no geral deve ser base para as estratégias das empresas, que conhecendo seu cliente pode elaborar estratégias para taxas de conversão significativas.

Deixe uma resposta